quarta-feira, 10 de maio de 2017

À La Seconde: Entre Indas e Vindas no Balé...


Então sábado foi dia de voltar… =)
Depois de três finais de semana, lá fomos nós!

Como de costume, iniciei bem e lá pelo meio da aula, o tico e o teco começam a se estranhar e eu fico sem saber o que estou fazendo, mas… continuamos tentando! Essa dificuldade de coordenação é bem broxante, viu?

Ao menos, ~descobri~ que, além de eu ser a única iniciante de verdade das aulas de sábado, o restante dos coleguinhas faz 34496976 mil aulas ao longo da semana. Ou seja, são avançados querendo melhorar a técnica na aula de iniciante. Logo, não tem mesmo como eu acompanhar essa turma… Bom… serviu de consolo, vai…

Aí… Não bastando a tortura matinal de uma hora e meia, a gordinha aqui resolveu aceitar o convite da professora e emendar com uma aula de PBT (Progressing Ballet Technique). 

WHAAAAT??

Pelo que eu entendi é uma aula que melhora a estabilidade do corpo e do alinhamento. Algo como usar a memória muscular para melhorar o desempenho no balé. Treinar o cérebro para fazer tudo certinho e não tentar ~roubar~ e fazer os passos de forma mais fácil e errada! =X

Para uma total leiga, eu diria que seria uma mistura de balé com pilates, mas só porque usamos aquelas bolas! hehehe

Resultado: Adorei a técnica e me vi fazendo malabarismos impossíveis! Com direito a me estabacar sem dó e ficar com os joelhos roxos! =P

Ah… As dores… Tivemos? Temos! Porém, dessa vez, acredito que foram reflexo da aula de PBT, o que quer dizer que estão com mais cara das de academia: regiões grandes, dores uniformes e não localizadas em lugares pontuais e que até doerem eu não tinha ideia da existência. =S



Agora… Adivinha quem mal posso esperar pelos correios entregando minha bola quadrada de pilates e pelo próximo sábado???

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Você não pode ter medo de um vegetal! (por Baby Patolino)