sábado, 29 de março de 2014

Dei o primeiro passo rumo a realização de um sonho infantil. 
Será que vai?

domingo, 23 de março de 2014

(Quase) Cotidianas

Um dia normal. Um caminho normal. 

O friozinho a que todos agradecem. A garoa que não precisa de sombrinhas…

Ao longe, um mercado. E um homem estirado na calçada. Dormindo.

Um casal de meninos. Ou dois amigos atravessam a rua com um copão de café com leite. Um dos meninos tira seu casaco. Branquinho, esportivo, de "marca". 

Tão branco que só me resta pensar que era a primeira vez que usava.

Colocou sobre o homem. E o acordou. Chamou-o para tomar o café. 

Na certa, o homem tremia e a dupla se comoveu. 



Ah, se todo dia fosse assim...

sábado, 15 de março de 2014


Em um lugar que existem cada vez mais "eus", fica difícil enxergam o próximo.
=(

sábado, 8 de março de 2014

Não sei se viro menina, se viro mãe, se viro todas.
Se viro artista, se viro vento ou viajante
Viro santa ou viro doida
Quem sabe viro onça
Viro a mesa, viro o jogo, viro a página,
viro a vida do avesso e viro outras
Sim, eu me viro.

- Yohana Sanfer .

sábado, 1 de março de 2014

Hoje...

Hoje o dia começou bem...

Acordamos cedinho e fomos buscar visita na ~rodô~. No meio do caminho, vi os últimos remanescentes do desfile da Vai Vai: um senhor de terno todo branco e cartola, tudo com detalhes em preto. Uma mulher de vestido preto e branco com todos os adereços dourados. Linda e feliz. 
E achei que ia criar mais um capítulo de cotidianas.

Hoje eu conheci a dupla sapeca de cachorras ursinhas: Luna e Mel.

Hoje eu tomei um susto no FB e pensei que era brincadeira. Mas, não era.

Hoje eu tentei desesperadamente, e em vão, conseguir uma passagem para a minha terra. 

E não consegui. 

Vou tentar dormir. Porque hoje o dia se tornou muito pesado e triste. E eu totalmente impotente. 

Bom descanso a uma das pessoas mais realizadas que conheci. Siga em paz, tio.