sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Entendedores entenderão...

Uma pessoa qualquer liga a televisão e está passando "O Grande Dragão Branco"…

1) a pessoal normal:
    senta e assiste ao filme.

2) a pessoa normal e sensata:
    muda de canal ou desliga a TV.

3) a ~jênia~:
    sem aquecimento algum, começa a imitar os treinamentos e lutas do Van Damme, estirando o músculo da coxa.

THE END

sábado, 23 de agosto de 2014

Cotidianas

Um final de semana qualquer, eu e os roommies voltando pra casa, a pé, esperando para atravessar a Consolação.

Um homem catando latinhas está próximo.

- Casaco bonito. - ele diz para o casaco laranja (nada discreto) de um dos roommies
- Obrigado! - o roommie responde.
- Eu gosto de cores - ele continua - eu era designer de moda. 

terça-feira, 19 de agosto de 2014

Referências...

Nova gravação, novas referências musicais a serem ouvidas:

A - E ai? Quais as novas referências?
B - Ah! Nem lembro direito… São muitas!
A - Muitas? Diz uma só!
B - Dfghjnbo.
A - Dio? Se Dio é referência, Iron também é!
B - Não é Dio! É Dfgjfgkl.
A - Dido?
B - Acho que sim…

...

C - Jewel.
A - ¬¬

quinta-feira, 12 de junho de 2014

Diega, a Broda!

O Happy ontem foi massa para caramba, tô no clima de ontem ainda e não podia deixar de registrar as pérolas:

- Perguntaram meu nome e eu respondi: Diega! 

- Ganhei o título de Tru, Broda & WingWoman porque estava numa mesa com 5 rrrrapazes (horas depois 7) e juntei com a mesa ao lado, onde tinha umas 8 gurias. 

- o Pi de "As aventuras de Pi" estava na minha mesa.

- um japa tentou cantar um loirão com "roaroaoroa" de Bad Romance e eu caí na risada na face do casal, sim ou com certeza?

e o xororô clássico:
- mulher não entende de futebol.
- eu entendo.
- ah, quem são os amarelinhos? ah, o que é impedimento?
larguei uma pergunta só pra quem manja dos paranauê do futebol que, obviamente, não vou colocar aqui, não porque não lembre mais, mas, porque vou usar muito nessa copa.
- …
- então é você que está no time das mulheres que não entendem de futebol!
#Fatality
Amiga da Piscina #wins

sábado, 17 de maio de 2014

Até quando?

Sabe quando você fica sem perspectiva do/no amanhã?

E todo dia é um dia com vontade suicida?
Eu não sei descrever "vontade suicida", mas, não tem ligação com vontade de morrer. Aliás, acho que sou muito egoísta para, se quer, pensar nisso. 

Entretanto, sabe quando você só liga "para o aqui e o agora"?

Danem-se os planos, o futuro, metas, tudo que não seja agora. E aqui. 

Tenho vontade de ir pro meio da passeata, de me meter em roubada, de conhecer gente, de estar numa mesa com amigos e estranhos, jogando conversa fora.
Afinal, tem épocas na vida que o único objetivo é não manter-se sóbrio. Quisera eu que fosse tão simples. 

Não sei explicar. Algo em mim muda. E acredito que não seja para melhor. 

Durante a semana, quando que venho direto para casa, espero o dia todo por: colocar meus fones, sair do trabalho e descer a Augusta.

Adoro descer a Augusta. Ainda tenho a impressão que algo vai acontecer naquele pequeno trajeto. 

Mesmo que não aconteça, adoro descer a Augusta. Ver as pessoas, os prédios, as pinturas, as fachadas (eu sorrio para as fachadas!) como se fosse a primeira e última vez. E, às vezes, é mesmo. 

Ultimamente, tenho me descoberto com novos adjetivos, dados pelos próximos: bem-humorada, pessoa do mundo, de vanguarda, alegria da equipe… Quem sou essa eu? Queria mesmo me sentir assim. 

Porém, tudo o que sinto é o aqui e o agora. 

quinta-feira, 1 de maio de 2014

Resumão de Abril

Abril foi um mês arrastado para mim. Até que enfim acabou! hehe

Também, foi mês de atitudes e pequenas mudanças e… de ter menos tempo para ficar por aqui. #mimimi

Vamos ver o que eu aprontei no insta?

Em Abril:

- rolou a ~estréia oficial~ do Estúdio Aurora! Foi pura diversão regada a Stellinha!


- assisti a essa maravilha do cinema mundial e descobri o filme da She-Ra! Felicidade define.


Ah, o filme: He-Man & She-Ra e o Segredo da Espada Mágica. Boa diversão!

- finalmente, li "A Culpa é das Estrelas" de John Green, fofinho e tals, mas o que mais me emocionou foi a definição de granada. Leitores entenderão. 


- recebi várias frases de fofas dos biscoitos da sorte. Essa, particularmente, me deixou intrigada: Será que ainda serei reconhecida ou sou tosca e não percebi que já fui? rs


- dei meus primeiros passos rumo meu ~sonho de infância~ e estou amando!


- dei um pulinho maroto no Sul para a Páscoa e, entre chocolates, família e amigos, rolou um treino do Miners e joguinho do Tigrão. (Não comentemos o resultado. Apenas).


- fui num show da Blear e quase dei bafão porque achei que o guitarrista ia quebrar a guitarrinha guerreira. Muito eu.


- fechamos o mês com o #clubedasidra que virou #clubedachampa e que foi ótimo, porque, a zoeira, ela não tem limites! =)


Para acompanhar os clicks ~ao vivo~ é só seguir no insta: @kmioliveira!!

sábado, 26 de abril de 2014

The (New) Pool Girl

Fase nova, nick novo (?!?)

Estou eu bebendo com Ti. É algo que fazemos, às vezes. Só que eu bebo daqui (Sampa) e ele de lá (London). E trocamos n figurinhas, e falamos de mil assuntos e passamos todas as fases do alcoolismo bipolar juntos. É uma delícia!

Aí resolvemos falar sobre os 30. Eu dizendo que era de boa e tals. Aquelas coisas que sempre se falam… e então me dei conta que eu sou a amiga da piscina. Aquela sabe? Que entra primeiro na água, tá gelada pra caramba, mas, mesmo assim chama todo mundo!

Mudei minha descrição do twitter, tamanha minha emoção… só continuo @kmioliveira porque já existem milhões de @poolgirl e afins, mas curtam minha nova descrição: 


The (New) Pool Girl

@kmioliveira

Autocartografando… Entrando em geladas e se colocando roubadas desde 1983! Vem, gente, a água tá boa!
Gente, achei demais… Tô me achando o ás dos slogans

Ok, talvez, passando o efeito happy drink eu volte ao normal. Ou não.

sexta-feira, 18 de abril de 2014

Saudade, essa grande sacana...

Ando pensando tanto, tanto, tanto 
que dói… 

A gente era amigos 

não super, 
sabe? 

E dia 28 

já faz 8 anos. 

E eu fui tomar um cafe pra seguir viagem, 

minha viagem 
de páscoa, 
minhas 8, 10, 12 horas de estrada… 

Quando entrei pra tomar o nosso bendito cafe, 

Paula Toller começa a cantar 
aquela música, 
que me dá arrepios na espinha
só de lembrar...

Nesses dias, 

tenho sentido um ser sacana me soprar o pescoço, 
ou seja, talvez, 
só o frio. 

Putz, que saudade de merd*!






sábado, 29 de março de 2014

Dei o primeiro passo rumo a realização de um sonho infantil. 
Será que vai?

domingo, 23 de março de 2014

(Quase) Cotidianas

Um dia normal. Um caminho normal. 

O friozinho a que todos agradecem. A garoa que não precisa de sombrinhas…

Ao longe, um mercado. E um homem estirado na calçada. Dormindo.

Um casal de meninos. Ou dois amigos atravessam a rua com um copão de café com leite. Um dos meninos tira seu casaco. Branquinho, esportivo, de "marca". 

Tão branco que só me resta pensar que era a primeira vez que usava.

Colocou sobre o homem. E o acordou. Chamou-o para tomar o café. 

Na certa, o homem tremia e a dupla se comoveu. 



Ah, se todo dia fosse assim...

sábado, 15 de março de 2014


Em um lugar que existem cada vez mais "eus", fica difícil enxergam o próximo.
=(

sábado, 8 de março de 2014

Não sei se viro menina, se viro mãe, se viro todas.
Se viro artista, se viro vento ou viajante
Viro santa ou viro doida
Quem sabe viro onça
Viro a mesa, viro o jogo, viro a página,
viro a vida do avesso e viro outras
Sim, eu me viro.

- Yohana Sanfer .

sábado, 1 de março de 2014

Hoje...

Hoje o dia começou bem...

Acordamos cedinho e fomos buscar visita na ~rodô~. No meio do caminho, vi os últimos remanescentes do desfile da Vai Vai: um senhor de terno todo branco e cartola, tudo com detalhes em preto. Uma mulher de vestido preto e branco com todos os adereços dourados. Linda e feliz. 
E achei que ia criar mais um capítulo de cotidianas.

Hoje eu conheci a dupla sapeca de cachorras ursinhas: Luna e Mel.

Hoje eu tomei um susto no FB e pensei que era brincadeira. Mas, não era.

Hoje eu tentei desesperadamente, e em vão, conseguir uma passagem para a minha terra. 

E não consegui. 

Vou tentar dormir. Porque hoje o dia se tornou muito pesado e triste. E eu totalmente impotente. 

Bom descanso a uma das pessoas mais realizadas que conheci. Siga em paz, tio.

domingo, 2 de fevereiro de 2014

Resumão de Janeiro

2014 chegou!!!!

Janeiro foi mês de:

- Brindar! (com unhas esdrúxulas *.*)


- Cafezinhos inesperados e delicinhas:


- Bons drinks e boas músicas:


- Presentes fofos e inesperados! (com direito a ~curtir~ da Jana Rosa no insta!!!! =D)


- Ter a Vê aqui ~para nossa alegria~ e da Melissa! =))) 


- Muitos #vaigordinha:


- Fechar o mês com pacote dos correios:


E… para acompanhar os clicks ~ao vivo~ é só seguir no insta: @kmioliveira!!


*Sereias Afogadas

sábado, 11 de janeiro de 2014

Cotidianas

No caminho para o trabalho, perto de um dos pontos em que o ônibus para, tem um lugar que vende sucos. Sucos de fruta mesmo e os preços são bem em conta. Sei que são fruta porque dá para ver o pessoal fazendo. Enquanto um fica no balcão, cobrando e servindo, o outro, lá atrás, fica fazendo os sucos.
Hoje o balcão estava repleto de fregueses. Nunca tinha visto assim.
Tinha um moço de camiseta amarela e uma vassoura na mão, meio de lado com as pessoas que estavam ao balcão. Provavelmente trabalha na loja vizinha. 
O homem do balcão serviu um suco de laranja a um freguês. Um copo grande.
Depois pegou um copo normal e encheu de novo. Com o mesmo sabor de suco. E deu ao moço de camiseta amarela.
Ao receber o copo, o seu rosto iluminou-se. 

sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

Cotidianas

Eu ando muito de ônibus em São Paulo. E gosto. Claro que não quando está em modo ~lata de sardinha~. 
Prefiro o ônibus ao metro. Porque gosto de observar. Ser telespectadora das ruas, dos prédios, das pessoas, das cenas que acontecem. 
Costumo retratá-las aos colegas de trabalho, porque meu trajeto de busão é casa-trabalho. E agora, se me permitirem, vou compartilhá-la com vocês. 
São atos simples, sem começo e sem fim, mas que me chamam a atenção. 

Ao lado do banco vive um morador de rua. Tenho receio dele. Porque num dia de chuva, ele pulou numa poça da calçada e encharcou uma colega. 
Ele tem o cabelo parafinado, sabe? Tipo surfistão. Aí, lá no trabalho quando falamos dele, chamamos assim: o Surfistão.
Aí fico me questionando quem será que descoloriu/parafinou o cabelo dele.
Porém, isso não é o que me leva a escrever sobre ele. E sim seu companheiro. 
De uns tempos para cá, Surfistão arranjou um companheiro que fica lá no seu canto: a estátua de um cachorro. Parece-me ser um buldog inglês, mas como não entendo muito sobre raças de cachorro...
Queria tirar uma foto. Do cão. 
Mas tenho receio.