segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Duas vezes Francisco...

Recebi um convite de casamento dias atrás... Mas só hoje parei para pensar. Na verdade, só hoje me lembrei do presente (já que a cerimônia será na próxima semana) e, como uma coisa puxa a outra: vestido, salão..., devaneei a respeito da cerimônia, obviamente pensei se um dia eu vou passar por isso - o que ainda duvido muito - até que uma lembrança, de um passado não muito distante, tomou conta dos meus pensamentos...

Eu tinha sido transferida para minha atual agência a poucos meses e menos tempo ainda fazia que o Xico também tinha sido transferido.

Era uma sexta-feira, véspera do casamento dele, para o qual todos havíamos sido convidados. Logo pela manhã, enquanto eu atendia a um cliente, ele se aproximou do meu guichê. E, meio sem jeito, começou a conversa:
- Posso te pedir um favor?
- Um favor? Para mim?
- É... Já falei com a Aline, Andreza, Lúcia, enfim, e todas acham que a mais indicada para isso é você.
- Ahan, e o que seria?
- Me ensina a dançar valsa?
Não aguentei a vontade de rir:
- Valsa? Mas o casamento é amanhã! (Como se ele não soubesse!)
Deu um sorriso sem graça e ficou mais sem jeito ainda...
- Ok, ok. No final do expediente a gente treina!

E no final do expediente estávamos lá: eu, o Xico e todo mundo!
O que começou sério, evolui para palpites de todos os lados e terminou com cadeiras arrastadas para os cantos com várias pessoas valsando, inclusive o vigia...

Bons tempos em que éramos treze caixas e que tudo era motivo de bagunça!