terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Ainda estou chocada!

Tem coisas que a gente não acredita, nem quando presencia.

Bem, estava eu acompanhado uma amiga que levava sua bebê à escolinha... Chegando lá, a professora prontamente acolheu-nos. Fez festa para a neném, e... como eram os primeiros dias da criança, apresentou-lhe alguns novos amiguinhos.

Por fim, aproximou-se de um menino que devia ter uns dois anos, um bebê tipo comercial anos 50: loirinho e de olhos verdes. Disse-lhe:

- Olha o nenê, não é lindo? - e mostrou a "nossa" nenê a ele - É sim! Viu? Quer dar um beijo no nenê?

- Não. - respondeu prontamente a criança. - Esse neném é muito preto!

Fiquei chocada!

A professora, por sua vez, calmamente retrucou a fala e explicou à criança a beleza de cada um ter uma cor diferente e como isso era especial.

Eu, por minha vez, continuei chocada.

Fomos embora, entretanto, eu sai dali cheia de interrogações:

"Será que a criança é realmente preconceituosa ou ouviu alguma 'piada' contada pelos pais e não soube discernir? Será que a família apóia esse tipo de preconceito e o transmitiu à criança ou é natural da criança?"

Eu e minha amiga, que é negra, conversamos sobre o tabu do racismo e apontamos várias hipóteses para o comportamento da criança.

Bom, eu ainda continuo me indagando sobre o comportamento da criança, tentando achar as razões que originaram tal comportamento e não me contentando com nenhuma delas, pois, de fato, não saberei o que originou tal frase.

Porém... ainda estou chocada.

sábado, 27 de dezembro de 2008

Maracanã, 14/12/2008, I was there...

Um final de semana planejado... e, por esse motivo, com 90% de chance de sair do roteiro. Foi então que Murphy disse "Amém!"




12/12/2008:
Planejado: Fazer uma escovinha para formatura, trabalho, prova (maldito dia para ter uma prova), colação e jantar de formatura.

Como foi: Às 07:45h, Jonas, meu namorado, resolve gentilmente acordar para me levar ao salão. Detalhe: o carro ficou com as janelas abaixadas no estacionamento (garagem a céu aberto), logo, perde-se um carro, ganha-se uma piscina móvel.

Ok, cheguei atrasada no salão e no trabalho. E pode não estar relacionado diretamente, mas também me atrasei para prova!

Às 18:00h, tentei chegar em casa mais cedo para antecipar alguns preparativos e ir para a prova quase pronta para colação, entretanto... o Jonas gentilmente foi me buscar no trabalho, justamente para apressar as coisas, porém a gente se desencontrou e atrasamos ainda mais.

Às 19:00h, fui mais cedo para prova... E, encontrei os formandos no caminho...

Às 21:00h, sai da prova... Poxa! Tinha que ser tão demorada assim? A colação já era... Ainda resta o jantar...

Às 22:00h, no Lagoa, em Laguna: relax... a partir de agora é só festa!!


13/12/2008:
Planejado: Ficar hospedados no Tourist, ir ao baile de formatura e sair até às 03:00h.

Como foi: Às 05:45h, estacionamos no Tourist, com um suave solavanco...

Às 14:30h, acordamos e fomos ver o estado do carro. Quinze minutos depois descobrimos que a poça de água no chão não era do ar-condicionado e, sim, do radiador. Quinze minutos após, descobrimos que o carro não tinha seguro. E, finalmente, quinze minutos mais tarde, resolvemos deixar para lá e ir para piscina nos divertir.


14/12/2008:
Planejado I: Acordar às nove e ir para Floripa, deixar o carro no aeroporto e embarcar para o Rio, encontrar o irmão do Jonas e ir para o Maracanã assistir o show.

Planejado II: Acordar às 06:40h, pegar um ônibus para Floripa às 07:20h, pegar um táxi na rodoviária para o aeroporto, pegar o avião, no Rio tomar um táxi até a churrascaria "Estrela do Sul" ou algo do tipo e ir para o Maracanã assistir o show.

Como foi: Às 04:30h, deixamos o baile e fomos dormir. Colocamos o relógio para despertar às 06:20h.

Às 06:40h, acordamos para deixar o hotel e pegar o ônibus para Floripa.

Às 07:40h, chegamos a rodoviária e o ônibus já tinha saído. Pagamos um taxista tartaruga para alcançar o ônibus. Detalhe: mais duas pessoas dependiam de nós para assistir o show. Nós tinhámos o cartão!

Finalmente, às 20:35h:








Mais de 70.000 pessoas.

Sentada num trono, a rainha lembra quem está no comando pop há três décadas.

Provocadora, dura, intimista, brincalhona e sexy, uma Madonna com mil faces e em ótima forma se apresentou mais jovem que nunca e deixou-nos boquiabertos. Em grande estilo. Ao mais puro estilo Madonna. Não há duvida que meio século e três filhos não conseguiram reduzir o vigor inesgotável da cantora. Com um corpo de dar inveja, o furacão se apresentou durante duas horas eletrizantes. Nem um vestígio da Madonna com prazo de validade vencido como dizem as más línguas. E, apesar dos 28 performancers e 8 telões, Madonna atraiu todos os olhares.

Em resumo, aos 50 anos, Madonna ainda ocupa ocupa o trono pop.




Momentos inesquecíveis:
- A abertura: Madonna sentada em um trono, reinando para dezenas de milhares de pessoas.
- O culto durante "Like a Prayer".
- Os saltos com corda em "Into the Groove".
- A interpretação de "Borderline" sozinha com sua guitarra.
- A participação virtual de Justin Timberlake.
- O visual de "Devil wouldn't Recognize you".
- O momento em que ela pede para um fã escolher uma canção, embora nem sempre a cante. (A do dia foi "Express Yourself, mas, antes "Everybody" foi negada).


Curiosidades:

Relação que, segundo rumores, foram ensaiadas mas descartadas do setlist final do show:

- Angel
- Buenos Aires
- Everybody
- Holiday
- Ring My Bell (de Anita Ward)
- Secret
- Impressive Instant


Alguns números:

- 653 horas de ensaios
- 200 esponjas triangulares para maquiagem
- 180 cotonetes - 3 por noite - para retoques de maquiagem
- 120 pincéis para maquiagem
- 100 pares de modelos antigos de meias finas compradas via eBay ou em lojas especializadas em dança
- 100 pares de joelheiras
- 69 violões acústicos
- 30 caminhões somente para os figurinos em cada show
- 18 araras para roupas para a banda, dançarinos e ciganos
- 10 caixas com medicamentos transportadas por avião
- 10 guitarras elétricas
- 8 trocas de figurino de Madonna durante os shows (ok, ok, Givenchy/Ricardo Tisci, Tom Ford, Miu Miu, Stella McCarteney, Moschino, YSL, Roberto Cavalli e Jeremy Scott).
- 4 freezers gigantes para bolsas de gelo para Madonna e dançarinos
- 4 batons da Marca YSL usados durante a turnê
- 3 ciganos romenos tocando instrumentos acústicos
- 3 compartimentos grandes somente para os figurinos da Madonna
- 3 curvex Shu Uemura para os cílios de Madonna
- 1 minuto e meio é o tempo que Madonna tem para trocar de roupa entre os blocos
- 1 fone de ouvido para o DJ cravejado de cristais Swarovski





GAME OVER



Fontes: http://www.madonnaonline.com.br/

http://blogs.abril.com.br/madonna-no-brasil

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

Awake - A Vida por um Fio

Estava eu numa locadora escolhendo filmes... “Sex and the City” (sem comentários) e... e... e... foi quando avistei na prateleira “Awake”.

Acabei lembrando que ele já me tinha sido recomendado...

Comecei a ler, ainda em dúvida, a sinopse:

Para um jovem que tinha tudo – dinheiro, uma bela mulher (Jessica Alba) e uma lucrativa carreira, o que Clay Beresford (Hayden Christensen) mais precisa é de um transplante de coração que vai salvar sua vida.Quando finalmente encontra o doador, sua alegria se transforma em terror, e ele acaba experimentando uma situação que poucos imaginaram: apesar de anestesiado, ele fica completamente acordado durante a cirurgia, sem poder se mexer mas enxergando cada detalhe. Neste thriller baseado em um assustador fenômeno médico, as coisas se tornam sinistras à medida que a má prática da medicina começa a parecer tão monstruosa quanto um assassinato.

A palavra final foi do cara da locadora: “É um bom filme!”

Enfim, o filme não era aquilo que eu esperava. Mas, isso costuma acontecer... As pessoas comentam e recomendam tanto um filme/livro que você cria uma expectativa que acaba não correspondida.

Entretanto, o que me deixou cismada foi o fato da personagem sofrer um transplante cardíaco enquanto ainda estava consciente. O fato é possível, porém incomum. É relatado na comunidade médica como consciência per-operatória, situação em que o paciente encontra-se paralisado, porém consciente.

Para saber mais sobre o tema:



Que medo, não?

Caso queira saber mais sobre o filme... eis o trailer:


terça-feira, 25 de novembro de 2008

Let’s GO to the blog!!!

Para começar, vou postar um e-mail que recebi esses dias...
Não, não é uma corrente...
Não, você não perderá uma parte de seu corpo se não repassar, você não terá 10 anos de azar, nada de assustador aparecerá ou qualquer coisa do gênero...
Então, é isso, aproveite a leitura e divirta-se!


Há 10 anos:

* Voltei a estudar no São Bento, colégio que abandonei por dois anos.

* Fiz quinze anos e ganhei meu primeiro buquê de rosas (eu sei que é clichê, mas continuam sendo as minhas preferidas)

* Adaptei a peça “As Casadas Solteiras” do Martins Pena e apresentamos na frente de todo colégio (os ingleses viraram italianos, saí da sonoplastia na última semana por decreto da professora para virar uma dos quatro protagonistas, e apesar de não ser um dos principais, o Coelho roubou a platéia na sua atuação**)

* Usava MIRC, em dupla sob o nick de “garotassuperpoderosas”, criamos até e-mail, que nem sei se existe ainda... mas ainda lembro a senha! Qualquer dia tento contato...

* Conheci o Ti!!!! (nossa, já faz 10 anos?!? Decididamente to ficando velha...



Há 5 anos:

* Era caloura de Direito na Unisul.

* Passei no meu primeiro concurso público não classificado como vestibular.

* Fui morar em Armazém.

* Era totalmente morena e com cabelos que me odiavam 100% (ok, ainda me odeiam... mas agora só 99%)

* Desfilei para um evento de moda e não tenho nenhuma foto disso (thank’s God – nada contra. Mas eu, definitivamente, subi e não arrasei...***)


Há 2 anos:

* Passei a morar em Tubarão.

* Fiquei pela primeira vez na vida em recuperação (por 0,3 décimos... quem mandou ter as aulas de 6ª no bar?)

* Comecei a minha coleção de “Friends” (ainda estou na 3ª temporada, mas também não estou com pressa... e faltam só sete!!)

* O Ti se formou e nos divertimos horrores... (L adoHro!! entre outras coisas londrinas)

* Tomei meu primeiro porre de champagne, comecei as oito e fui até as cinco da madruga, só champagne (mentira... devo ter comido uma azeitona que não lembro, mas que me deixou meio baleada no dia seguinte)


Há 1 ano:

* Fui ao meu primeiro show do Iron, com o Thiago e o Jonas, e foi, simplesmente, surreal!! (Ano que vem tem de novo eeeee)

* Parei de brincar de poker e comecei a jogar de verdade...(até parece!)

* Fui de acompanhante no casamento de uma prima do Ti.

* Estava terrivelmente indecisa sobre o futuro da minha carreira e se era isso mesmo que eu queria fazer o resto da minha vida (estava?)

*Fiz uma festa de aniversário da Miney, para três pessoas. (eu estou incluída. - hauhauahauahuhua).


Ontem:

* Comemorei meu aniversário de namoro (oito anos e um mês!!).

* Comprei a 3ª temporada de Friends (ueba!!! No cartão do mercado, que não é dinheiro, logo, foi de graça).

* Limpei a baguncinha de domingo... Eu e o pessoal do trabalho fizemos um esquenta aqui (antes e depois) para assistir a peça do nosso chefe!! (Pai do Thiago, Malhação 2009!!)

* Voltei a ser morena totalmente... (chega de luzes, vamos à escuridão!)

* Fiz uma prova e estampei =P (milagre de Natal)


Hoje:

* Assisti uma apresentação de monografia.

* Fiquei no MSN com o Ti, rindo horrores...

* Fiz meu balanço orçamentário de fim de ano (que coisa depressiva)

* Almocei uma comidinha delícia remanescente da casa da mamãe!

* Pus a leitura e a correspondência em dia...


Amanhã:

* Vou para fisioterapia...

* E à consulta com um novo dentista!

* Vou voltar a escrever meu best-seller! (hauahauahuahuahu)

* E botar a facul em dia

* Vou ao Céu da Boca com o pessoal do trabalho... (ok, deixa a facul pra outro dia...)


Não posso viver sem:

* Meus amigos (isso inclui família e namorado).

* Falar bobagem.

* Independência financeira (ahã o.O)

* Ipod cheio de música que só eu consigo escutar.

* Minha teorias mirabolantes ¬¬


5 Coisas que eu compraria com 1000,00:

* Umas coisinhas para casa (tipo tapete, cortina...)

* Acabaria com a odisséia da bolsa preta.

* Uma nova máquina fotográfica, talvez um celular (ok, são só mil reais).

* Minhas passagens pro show da Madonna. (eu vou, eu vou, eu vou)

* Ou pouparia para minha formatura. (Tudo mentira... ia gastar em besteira - achando que nunca acabaria - e de repente não existiria mais um centavo)


5 Maus hábitos:

* Pedir para mamãe marcar salão para mim.

* Indecisão (maldita!)

* Cornetear as pessoas... (não resisto!)

* Adorar moda e me vestir como uma maltrapilha

* Viver estressada


5 Programas de TV:

* Friends!!

* Bones

* The Big Bang Theory

* Sex and the City (reprises 4ever)

* Cold Case


5 Coisas que me assustam:

* Lagartixa (não consigo evitar)

* Não me realizar profissionalmente.

* Tempo úmido em dia de salão!!

* Meus pais (minha família fugiu do hospício)

* Não concluir meus planos pessoais.


5 lugares que quero ir de férias:

* Inglaterra

* França (nem tem graça citar 2 países da Europa. Se eu for pra um, óbvio que vou aproveitar e conhecer vários!)

* Nova York

* Las Vegas

* Disney!


**Lembro perfeitamente de que estava adaptando a peça para uma linguagem que fosse mais parecida com a nossa turma, incluindo brincadeiras e personagens.
O caso dos ingleses virarem italianos veio pelo fato dos meninos viverem interpretando as novelas italianas do Benedito Ruy Barbosa, assim como as músicas que o Rebocu vivia entoando e que foram uma mão na roda na hora de trocar um cenário muito complexo.
Entretanto, havia uma personagem que eu queria colocar na peça, um gay que aspirava ser ator e que era baseado na personagem de Luis Carlos Tourinho, - não lembro a novela, só sei que era das oito/nove, e na época, ele acompanhava a personagem do Diogo Vilela, que era um vidente picareta (pelo que eu lembro!!!) – enfim, eu acreditava que nenhum dos meninos teria coragem de fazê-lo e só comentei a idéia por alto com a diretora. Foi quando apareceu o Coelho:
- Kamila, posso falar com você?
- Claro.
- É que eu quero atuar. Não importa o que eu faça, eu quero atuar.
- Mas você sabe que a diretora já distribui os papéis. (na época eu era da sonoplastia) Se bem, que tava com uma idéia... e expliquei o papel.
- Eu faço – ele mal deixou eu terminar de explicar sobre o que era.
Enfim, a personagem foi incluída. E os ensaios foram um pesadelo. Não tinha jeito de o Coelho convencer como gay. Todos estavam receosos, principalmente eu. Mas ele justificava-se dizendo que na hora iria se soltar, mas isso não nos tranqüilizava, nem um pouco...
E... veio a peça.
E o Coelho mandou ver... Arrasou! Surpreendeu a todos! Foi MARA! (Ufa! Ainda bem!)

*** Apareceu uma estranha para conversar comigo na facul.
Em resumo, a menina que ia desfilar para ela não poderia mais, e, a uma semana do evento ela pediu para eu substituí-la. Na época eu não sabia dizer não... hoje quase sei...
Quando estava para encarar a passarela, totalmente perdida, perguntei ao Rafinha, o meu amigo responsável por esse episódio – ele que me indicou para a menina o.O – o que fazer, e ele:
- Vai lá e arraZa com a cara de todo mundo!
Fui lá mas não arrasei com a cara de todo mundo... No semestre seguinte outra menina me chamou para o desfile, mas, eu tinha prova do Balock no dia (e até hoje eu acredito que ela acha que inventei isso, mas era verdade. E dosimetria é dosimetria...não tem como fazer segunda chamada).
Foi aí que se encerrou minha promissora carreira de modelo/cantora/manequim/atriz.
O mais engraçado é que nem lembrava mais desse episódio, então, no meu trabalho, uma mulher (que eu não tinha a mínima idéia de quem era) disse que já tinha me maquiado. Eu só me lembrava de ter sido maquiada profissionalmente uma vez na vida, na minha formatura do terceirão, e, em hipótese alguma, aquela era a maquiadora, pois eu fui ao salão que freqüento desde sempre... Ao ver minha cara de espanto, ela indagou:
- Maquiei sim, no evento de moda da Unisul, lembra?
(Lembrar? Eu tinha mal vi a mulher uma vez na vida há 5 anos!!!)